Mensagens populares

domingo, 29 de maio de 2016

Carta a minha Mãe.

Mãe, 

Sabes porque te escrevo ? 
Porque sei que não vais ler. 
Já  eu gostaria de ser capaz, ter coragem. 
Mas há tantas coisas que eu não sei dizer. 


Maldito tempo. 

Que hoje decidiu tomar posse do teu rosto...
Desenhar linhas que não são tuas.  
Fados sentidos, sonhos perdidos, 
Horas amarguradas. 
Mas sabes Mãe...
Queria dizer-te que cada dia que passa, 
Mais eu queria ser como Tu. 
Agradecida, 
Bem resolvida e 
Cheia de Fé ! 

Maldito tempo...

Que me fez estar tão longe, 
E não ter tempo para Te ver. 

Mãe, 
Eu não choro...
Eu rio por dentro. 
Dos disparates cheios de graça, 
Que saem de dentro, 
No meio da praça....
E como duas crianças, 
Eu e Tu...brincamos ! 
como se agora fosse o inicio. 
Com crença e muita esperança. 

Como eu gostaria, 
assim como Tu, 
Que pudesse cumprir promessas. 
Ser um escudo, travar guerras, 
Defender o injusto. 
Como sempre me ensinaste...
E vencer. 
Da forma mais digna, 
A saber vencer e perder a ganhar. 

Sempre assim como Tu...

Obrigada Mãe, 

E quando sou mais triste...
Sou tão contente por Te Ver. 

Mãe, és a minha coragem ! 

maria 


Sem comentários :

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.